Meu Sabático de 100 dias – Capítulo 26 – Gordices e Florença

Se você está acompanhando os meus relatos, deve se lembrar do post de Munique onde eu falei que passaria por 3 países em 5 dias. Pois bem! Saí da Alemanha, passei pela Suíça e hoje vou contar pra vocês um pouquinho de como foi a minha chegada na Itália, mais exatamente sobre gordices e Florença.

Vista da Plaza de Michelangelo

Como fui?

A vontade era pegar mais um trem? Mas é claro! Porém, mochileira que sou, escolhi a opção mais barata: o bom e velho Flixbus. Peguei um de Interlaken a Milão (paguei 17,48 € , neste valor escolhi meu assento na janela pra não correr o risco de ter que sentar no corredor) e outro de Milão até Florença (e paguei 6,99 €). No fim das contas não me arrependo de ter ido de ônibus e sabe por que? No caminho vi paisagens lindíssimas (mais bonitas que no trem que eu peguei). Teve uma hora que entramos num túnel e quando saímos parecia que tínhamos entrado num comercial da Coca Cola, pois tudo estava coberto com muita neve… a coisa mais linda!

Curtindo as paisagens do caminho
Algum lugar na Suíça

Onde fiquei?

Em Florença me hospedei num hostel muito bom chamado Hostel Gallo D’oro. Lugar super bem decorado, camas confortáveis, super limpo e… com muitas gordices! Na minha diária tinha incluso café da manhã (super farto para o padrão hostel) e uma jantinha com algumas opções de massas. Além disso, ele era super bem localizado, perto do transporte público e das principais atrações da cidade. Voltaria nele com toda a certeza.

Jantinha no hostel

E como foram meus dias em Florença?

Pra começar, meu plano inicial era ter conhecido pelo menos a Catedral de Milão, pois fiquei 4 horas por lá até ir para Florença. Porém, não encontrei locker na rodoviária e estava chovendo. O jeito foi esperar na rodoviária mesmo e deixar Milão para uma próxima oportunidade. Cheguei em Florença no começo da noite e… coçando muito (quem viu o post de Interlaken sabe das bed bugs que me devoraram). Confesso que foi um dos momentos da viagem que eu cogitei usar meu seguro, pois minha vontade era arrancar a pele na unha, mas acabei conseguindo sobreviver tomando um antialérgico que eu tinha levado.

Pense numa coceira…

Minha primeira parada do meu tour por Florença foi a Catedral Santa Maria del Fiore. Fiquei maravilhada olhando a arquitetura e os detalhes daquela igreja e ainda tive a sorte de entrar, ver como é por dentro e assistir a missa de domingo. A igreja começou a ser construída em 1296 e, desde o projeto, era possível notar que esta construção mostraria ao mundo a importância cultural e econômica de Florença não só na Itália como também na Europa.

Por fora…
… por dentro
… deatlhes

Depois foi hora de experimentar meu primeiro gelato italiano real, oficial e caminhar pelas belas ruazinhas da cidade até chegar no Palácio Vechio e a Plaza della Signoria. Esta é a praça mais importante de Florença onde ficam as esculturas de Adão e Eva, a cópia do David de Michelangelo, Hércules e Caco.

O primeiro gelato a gente nunca esquece!
Palácio Vechio

Fui para a Ponte Vechio, tirei fotos de turistas e consegui uma foto legal também. Fiquei um tempinho admirando o Rio Arno, o movimento e curtindo o momento.

Ponte Vechio
Rio Arno visto pela Ponte Vechio

Continuei caminhando e ouvindo as explicações pelo app do Rick Steves (que eu contei melhor no post sobre Viena). Entre uma atração e outra comprei uma pizza e… pude confirmar que a nossa é melhor 🙂 #polemica

As ruazinhas de Florença

Passei pelo Palazzo Pitti e subi até a Abbazia di San Miniato al Monte, uma Basílica medieval que fica no topo da colina.

Abbazia di San Miniato al Monte
Vista da Abbazia di San Miniato al Monte

Depois foi hora de ir até a Plaza de Michelangelo para curtir o fim de tarde, música ao vivo, aquela vibe boa e uma bela vista da cidade.

Plaza de Michelangelo

Por último passei pelo mercado natalino que fica em frente à Basílica di Santa Croce di Firenze. Caminhei de volta para o hostel, parando e admirando a catedral pela última vez. Tomei um bom banho, devorei o jantar delicinha do hostel e parti para arrumar minhas tralhas, pois no dia seguinte eu partia para meu último destino turístico do meu sabático.

Basílica di Santa Croce di Firenze
As luzes natalinas de Florença

Vamos falar sobre valores?

Minha média de gastos em Florença foi de 8,63 €. Vale lembrar que lá precisei utilizar o transporte público, pois a rodoviária da Flixbus ficava bem afastada do centro da cidade. Ou seja, gastei até que pouco por lá!

Catedral Florença

E aí? Gostou?

Muito! Lembro que quando eu estava em Sarajevo me programando para os últimos destinos fiquei super em dúvida se ia pra Munique ou Florença. Fiz uma enquete no meu Insta (que deu empate), e como eu também estava muito indecisa decidi ir um pouquinho para cada uma destas cidades (e não me arrependo). Gostei bastante de Munique, mas… Florença me ganhou pelo clima, pelo hostel e pelas deliciosas gordices!

E se você quiser saber como foi este meu tour por Florença é só conferir os destaques do meu Instagram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close